Tenho Dito!

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne?


É bem provável que você já tenha conhecido alguém que não come carne (nem frango, nem peixe, nem camarão…). Se não conheceu e nem nunca fez uma experiência do tipo, é bem capaz de ouvir falar neles nos próximos anos. Os vegetarianos já são 8% da população brasileira (de acordo com o último senso do IBGE) e o mercado está aumentando a atenção em relação a esse público.

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

Nas grandes capitais, é fácil encontrar restaurantes vegetarianos ou com opções para esse público. Outra novidade é o crescimento do número de profissionais de saúde especializados na orientação para pessoas que não comem carne ou não consomem nenhum produto de origem animal (os chamados veganos).

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

Minha opção pelo vegetarianismo teve início depois que assisti ao vídeo A Carne é Fraca (no final do post), em março de 2012. Além de ver como os animais que nós comemos são tratados (ou maltratados e torturados, melhor dizendo), passei a fazer “testes” e a passar alguns dias da semana sem carne.

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

Com o tempo ficou mais fácil e hoje nem penso em voltar atrás. Ao contrário do que muita gente pensa (quase todo mundo que não é vegetariano) a alimentação sem carne é uma delícia e é bem mais criativa. Por isso optei por mostrar alguns exemplos de pratos vegetarianos nesse post.

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

A saúde também melhora se o vegetariano procurar informações e fizer as substituições certas dos alimentos. Hoje, por exemplo, como mais verduras e muito feijão, que é o principal substituto da carne, ao invés do que muita gente pensa sobre a soja. Enfim, sem a carne no prato, nós também estamos minimizando os impactos que a pecuária causa ao meio-ambiente e colaborando para que a indústria repense o modo como os animais são tratados.

Se você quer saber mais sobre essa opção, sugiro o vídeo abaixo:




Cocô diz muito sobre a sua saúde


Você talvez já tenha ouvido falar nisso, mas se for minimamente parecido comigo deixou a informação passar logo. Pois acredite: o cocô diz muita coisa sobre a nossa saúde. Em casos mais graves, ele pode denunciar até o início de um câncer de intestino. No dia a dia, pode indicar se estamos nos alimentando bem, comendo gordura ou açúcar demais ou se existe alguma razão pra procurar um médico.

Veja essas dicas e entenda porque é importante dar uma olhadinha antes de acionar a descarga.

Cocô: ele diz muito sobre a sua saúde

1) COR

É importante que as fezes tenham a cor marrom, que é a mais comum. Uma cor parecida com vermelho indica sangramento ou ingestão de alimentos muito pigmentados, como gelatina, cereais vermelhos, suco de tomate, beterrada ou medicamentos com essa cor.

Já se forem mais escuras, as fezes podem indicar que há sangramento no estômago ou excesso de ferro no organismo. Para quem achou o cocô meio verde, o conselho é relaxar. A cor é causa do consumo de gelatina verde, alimentos com ferro e espinafre.

Já se a suas fezes estão esbranquiçadas ou amarelas, tenha um pouco mais de atenção: isso pode acontecer por causa do excesso de leite, mas também pode ser consequencia do uso de antiácidos ou até de hepatite. A aparência amarelada também pode ser causada por um parasita chamado giárdia.

Cocô: ele diz muito sobre a sua saúde

2) APARÊNCIA

Muco ou sangramento nas fezes são sinais mais preocupantes e o conselho é realmente procurar um médico. Isso pode significar que você tem hemorróidas, colite ou até mesmo câncer.

Já as fezes muito gordurosas são típicas de má absorção de algum nutriente. Se forem acompanhadas de muitos gases, por exemplo, podem indicar uma má absorção de carboidratos.

Um cocô amolecido e pastoso e com pedaços de alimentos pode ser sinal de intoxicação alimentar, intolerância a lactose, uso de antibióticos e antiácidos e até denunciar situações de muita ansiedade.

Cocô: ele diz muito sobre a sua saúde

3) DESCONFORTO

Sentir dor na hora de fazer cocô pode significar que você está com hemorróidas ou está comendo poucas fibras no dia a dia.

E se as fezes têm um cheiro fedido demais, outro motivo para ter atenção: esse pode ser um sinal de desequilíbrio da flora intestinal ou um excesso de proteína animal que pode ter apodrecido dentro do intestino, antes de ser eliminado.

4) FORMATO

Se o seu cocô é fino e comprido, atenção: ou você está comendo poucas fibras ou existe algum problema que atrapalha a passagem das fezes.

Já se as fezes aparecem no formato de bolinhas pequenas e ressecadas, você pode estar com o intestino preso, o que denuncia falta de fibras, falta de água e excesso de gordura, fast foods e alimentos industrializados.

5) OUTRAS DICAS LEGAIS

Se suas fezes boiam isso signifca que ela tem maior concentração de fibras e que está tudo bem nesse quesito. Já se elas afundam, isso mostra uma maior concentração de gorduras no seu organismo.

Quando alguma coisa não vai bem com a nossa digestão o próprio corpo se encarrega dos alertas. Sentimos dores, cólicas, barriga inchada e acumulamos gases, além de experimentar uma sensação geral de desconforto.

Na hora de ir ao banheiro, procure ficar o mais próximo possível da posição que faria se estivesse de cócoras. Vale apoiar os pés num banquinho ou numa pilha de jornais, porque isso facilita bastante a eliminação total das fezes.




Categorias: Curiosidades,Dicas
Tags: , , , , , , ,
18 de dezembro de 2011 | Por Redação | 25 Comentários

Anorexia vira reality show e provoca polêmica


Os distúrbios alimentares de dez mulheres viraram tema de um novo reality show nos Estados Unidos. Anorexia, bulimia e outros problemas para lidar com comida são acompanhados 24 horas por dia por câmeras que seguem as participantes desde o café da manhã até as sessões de terapia e o uso do banheiro.

Anorexia vira reality show e provoca polêmia nos EUA

Uma das selecionadas é Rivka, de 28 anos, que aparece na foto acima pesando metade do seu peso normal. No programa, ela diz que a magreza já provoca problemas nos dentes e nos ossos.

Não à toa, a atração foi batizada de “Starving Secrets”, ou “Segredos da Fome” na tradução livre para o português. E se você achou que a surpresa termina por aí, fique sabendo de mais um detalhe: quem comanda tudo isso é a atriz Tracey Gold, que sofreu de anorexia aos 19 anos, quando trabalhava na série “Growing Pains”, na década de 1980.

Anorexia vira reality show e provoca polêmia nos EUA

Na foto aqui de cima, a atriz aparece no início da anorexia e hoje.

Para defender a atração, Tracey afirma que falar sobre a doença lhe deu forças para enfrentar o problema e se curar. Mas as cenas chocantes de mulheres vomitando ou lutando para não comer provocam uma verdadeira guerra de opiniões entre quem já viu algum episódio.

Como o primeiro episódio foi ao ar no dia dois de dezembro, o melhor talvez seja esperar para ver se os resultados aparecem de forma positiva como quer a produção. E não duvide se um dia desse a gente topar com um programa bem parecido aqui no Brasil.

Para ter uma ideia melhor do drama de quem sofre com distúrbios alimentares, veja o vídeo abaixo.

[Fonte Maria Claire]




Ressaca: verdades e mentiras que confundem muita gente


Se você já exagerou na bebedeira, provalmente sabe que o dia seguinte pode ser uma tortura. Junto com a dor de cabeça e a desidratação, uma ressaca pode causar problemas intestinais e deixar você de cama por um bom tempo. Mas existem ideias que não passam de mito quando o assunto é o exagero de álcool. Veja o que é verdade e o que não tem comprovação nenhuma na lista abaixo e fique esperto na próxima saída com os amigos!

Ressaca: verdades e mentiras que confundem muita gente

1 – As mulheres sofrem mais do que os homens com a ressaca (verdade)
Na maioria dos casos, as mulheres, além de ter menos resistência ao álcool, sofrem mais quando estão de ressaca. Isso acontece porque o metabolismo delas é mais lento do que o dos homens, o que significa que os sintomas demoram mais pra ir embora. Além disso, o fígado feminino é mais sensível do que o masculino, ou seja: o álcool tem seus efeitos ampliados nas mulheres, mesmo que seja consumido em menores doses.

2 – Tomar uma colher de azeite antes de beber diminui a absorção de álcool (mentira)
Diz a lenda que tomar uma colher de óleo antes da balada ajuda a “forrar” o estômago com uma camada de óleo, o que diminuiria a absorção de álcool pelo organismo. Esse cuidado, no entanto, não tem nenhum efeito, já que o azeite pode até pior o enjôo que sentimos quando ingerimos muita bebida alcoólica. O melhor, nesse caso, é procurar se alimentar bem antes de beber.

3 – Fumar beber amplifica os efeitos do álcool (verdade)
A combinação cigarro e álcool é desastrosa para o corpo. A fumaça do cigarro que vai para os pulmões atrapalha a absorção de oxigênio, deixando o organismo mais vulnerável a intoxicações. E com a falta de oxigênio, todo o corpo tem suas funções alteradas, inclusive o fígado e o sistema nervoso, partes que mais sofrem com os efeitos do álcool. Por isso a ressaca de quem bebe e fuma costuma ser ainda pior.

Ressaca: verdades e mentiras que confundem muita gente

4 – Tomar café puro acelera a recuperação (mentira)
Uma das receitas caseiras mais famosas para acabar com a ressaca é tomar um café forte, sem açúcar para estimular o corpo. Mas a bebida só vai fazer efeito se estiver com açúcar, já que a glicose ajuda a quebrar o álcool que está no sangue, acelerando o processo de desintoxicação do organismo. O café, apesar de ter efeito estimulante, mas não ajuda a metabolizar o álcool”, diz Polyana Esteves.

5 – Consumir comidas gordurosas no dia seguinte atrapalha a recuperação (verdade)
Durante uma ressaca, o fígado está sobrecarregado tentando metabolizar a grande quantidade de álcool ainda existente no corpo. Colocar mais alimentos que dão trabalho ao fígado só vai atrasar mais a eliminação das toxinas do álcool. Por isso, o ideal é apostar em alimentos leves que serão fáceis de digerir.

Ressaca: verdades e mentiras que confundem muita gente

6 – Vinho causa uma ressaca mais intensa do que a cerveja (verdade)
O vinho tinto contém uma substância chamada tanino, um polifenol que pode causar dor de cabeça em algumas pessoas. Somado à desidratação causada pelo álcool, os taninos podem tornar a dor de cabeça muito mais intensa do que o normal. Outras bebidas que contém esse tipo de polifenol são o uísque e os licores maltados.

7 – Comer massa depois da bebida e antes de dormir diminui os sintomas (mentira)
Comer qualquer alimento logo depois da bebedeira não vai ajudar em nada e ainda pode aumentar o enjôo. A refeição deve ser feita antes ou durante a ingestão de bebidas alcoólicas para ter qualquer efeito. Além disso, enquanto a comida ajuda a desacelerar a absorção de álcool pelo corpo, comidas ricas em gorduras são as que fazem isso melhor. Então, antes de tomar sua primeira rodada de cerveja, consuma um bife de carne vermelha em vez de um macarrão (carboidratos), que aí talvez você escape de uma ressaca.

Ressaca: verdades e mentiras que confundem muita gente

8 – Água é a melhor aliada para combater e prevenir a ressaca (verdade)
O melhor modo de amenizar e tratar os efeitos da ressaca é hidratar o corpo. Por isso, a água é uma ótima opção, e deve ser consumida não só durante uma ressaca, mas também quando estamos ingerindo bebidas alcoólicas.

9 – Tomar mais bebida alcoólica melhora a ressaca (mentira)
Pois é, há quem acredite nisso. Aquela velha história de que tomar mais álcool ajuda a curar a ressaca é um dos piores erros para aliviar o desconforto. O seu corpo já está tentando se livrar do álcool, e ingerir mais dessa substância pode até trazer alguma sensação de bem estar no começo, mas logo vai piorar os sintomas e atrasar a recuperação.

10 – Remédios ajudam a diminuir os sintomas (verdade)
Alguns remédios, como analgésicos, realmente fazem efeito. Eles afinam os vasos sanguíneos, afastando a dor de cabeça e a sensação de enjoo. Mas jamais consuma remédios com bebidas alcoólicas, como se os medicamentos tivessem ação preventiva. Eles podem reagir com a bebida e causar problemas como tonteira, vômito, perda da coordenação motora e redução dos reflexos, entre outras reações mais graves.

[Fonte: Minha Vida]




Categorias: Curiosidades,Dicas,TenhoDito!
Tags: , , , , , , , ,
5 de dezembro de 2011 | Por Redação | Comente

Alucinógeno muda personalidade dos usuários


Uma única dose do alucinógeno psilocibina pode provocar uma mudança de personalidade permanente, segundo estudo realizado por cientistas da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.

Alucinógeno muda personalidade dos usuários

A psilocibina é o princípio ativo dos chamados “cogumelos mágicos”, e os pesquisadores descobriram que os usuários ficaram com a “mente mais aberta” após o uso da substância. A mudança foi detectada em 60% das 51 pessoas que participaram do estudo.

A personalidade dos voluntários foi analisada por meio de questionários aplicados um ou dois meses após acada sessão com uso do alucinógeno e cerca de 14 meses depois da última experiência.

Alucinógeno muda personalidade dos usuários

Por isso é que os pesquisadores acreditam que as mudanças na personalidade dos usuários deve ser permanente, já que foi observada após tanto tempo.

A mudança de personalidade foi verificada especialmente nos voluntários que relataram experiências místicas durante o uso da substância.

Alucinógeno muda personalidade dos usuários

Agora, os cientistas responsáveis pela pesquisa acreditam que a psilocibina pode ter utilidade terapêutica, como ajudar pacientes com câncer a lidar com a ansiedade e a depressão após o diagnóstico e fumantes a largar o vício.

[Fonte: UOL]




Categorias: Curiosidades
Tags: , , , , , ,
2 de outubro de 2011 | Por Redação | Comente

Página 1 de 3123

alimentação apple atriz atrizes beleza cantora carro casamento celebridades chocolate cinema cuidado curiosidade curiosidades dica dicas dieta emagrecer filme fotos futebol game humor imagens ipad Jogador jogos lady gaga lançamento Libertadores maquiagem mulheres musica neymar novidade pesquisa receita santos saúde tecnologia televisão video vídeos wiliam youtube