Tenho Dito!

Os amores que mudaram o mundo


As grandes paixões sempre moveram a história, mas existem casos de amor bem mais importantes que os famosos Romeu e Julieta. Da descoberta do oxigênio à unificação da Itália, a verdade é que nós devemos muita coisa ao cupido.

1 – A descoberta do Oxigênio: Marie e Antoine Lavoisier

Os amores que mudaram o mundo

Taí um casamento arranjado que deu certo. Juntos, Marie e Antoine Lavoisier fundaram a química moderna, com pesquisas sobre o calor e o fogo. E isso só aconteceu porque, quando Marie tinha 14 anos, seu pai acertou seu casamento com Antoine, um químico com o dobro da idade dela.

O casal descobriu a existência do oxigênio e sua importância para a respiração dos animais e das plantas. Os dois são os responsáveis pela frase “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. O dito é resultado da formulação da Lei da Conservação da Matéria. Haja amor pela ciência, né?!

2 – A era Vitoriana: Rainha Vitória e Príncipe Albert

Os amores que mudaram o mundo

O governo da rainha Vitória entrou para a história como marco da industrialização, da expansão econômica e do desenvolvimento urbano na Inglaterra. Marcado pela austeridade e rigidez dos costumes, o termo vitoriana passou a ser usado para denominar uma postura conservadora e rígida.

Mas os anos da rainha Vitória no poder (1837-1901) espelham mais a personalidade de seu marido, o príncipe Albert Saxe-Coburg. Aliás, uma prova de que a rainha não era tão conservadora assim é que ela pediu Albert em casamento, algo ousado demais para a época. Depois da morte do príncipe, a rainha viveu por mais 40 anos, dormindo, todas as noites, com a foto do amado sobre o travesseiro.

3 – A unificação da Itália e a Revolução Farroupilha: Anita e Giuseppe Garibaldi

Os amores que mudaram o mundo

Perseguido pela polícia italiana por suas ideias republicanas, o jovem Giuseppe fugiu para o Brasil e juntou-se ao governo farroupilha, que lutava por um Estado federalista no Rio Grande do Sul. Foi lá que ele conheceu Ana Maria Ribeiro da Silva, uma moça de origem pobre que era casada com um sapateiro. O casal se apaixonou e, sem hesitar, Anita, como era conhecida, largou o marido e fugiu com o romântico revolucionário Giuseppe.

O casal lutou bravamente em batalhas no Brasil, Uruguai e Europa. Em 1848, com 4 filhos, eles resolveram se mudar para a Itália, a fim de lutar pela independência e unificação do país. Mas, apenas um ano depois, Anita morreu nos braços do companheiro, vítima da febre tifóide. A partir daí, Garibaldi seguiu ainda mais disposto na defesa dos ideais compartilhados pelo casal.

4 – A Declaração Universal dos Direitos Humanos: Eleanor e Franklin Delano Roosevelt

Os amores que mudaram o mundo

Poucos casais foram capazes de uma parceria tão eficiente quanto Franklin e Eleanor Roosevelt. Os dois eram primos e sobrinhos do presidente dos EUA Theodore Roosevelt, mas foi ela quem primeiro se apaixonou pela política, tornando-se uma das mulheres mais influentes da política americana no século 20.

Em 1921, Franklin ficou paralítico por causa da poliomielite e estava a ponto de desistir da vida pública, mas Eleanor salvou sua carreira convocando novas eleitoras para ajudar a elegê-lo governador. Enquanto ele se concentrava em recuperar a saúde, Eleanor expandia suas atividades políticas a fim de manter o nome Roosevelt em evidência. As campanhas deram certo e, em 1932, Franklin foi eleito presidente dos EUA para o primeiro de 4 mandatos.

Após a morte de Franklin e com a carreira política dela no auge, o presidente Harry S. Truman nomeou Eleanor delegada na ONU. No novo cargo, ela usou toda sua influência – e a força do sobrenome – para criar a Declaração Universal dos Direitos Humanos (o primeiro acordo internacional sobre os direitos da humanidade), adotada e proclamada pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948.

5 – A Guerra Civil espanhola: Francisco Franco e Carmen Pólo

Os amores que mudaram o mundo

Só há muito pouco tempo, a vida íntima do general Francisco Franco, responsável pela ditadura espanhola que durou 36 anos, começou a ser explorada. E as primeiras biografias de seu governo mostraram algo que, para a maior parte do mundo, era impensável durante os anos de ferro do general: a esposa de Franco, Carmen Pólo, tinha total controle sobre ele.

O casal se conheceu em Oviedo, cidade natal de Carmen, em 1917, quando ela tinha 15 anos e Franco, 24. Ele era um oficial ansioso por ascensão rápida e ela, uma jovem ambiciosa que venerava a aristocracia. Franco se apaixonou imediatamente, mas Carmen foi taxativa: Franco era apenas um soldado e não poderia voltar a vê-la nunca mais. Mas é claro que ele não desistiu. A insistência e a ascensão de Franco dentro do Exército fizeram com que Carmen mudasse de idéia e, em 1923, os dois se casaram.

O golpe militar de 1936 na Espanha foi seguido por uma intensa guerra civil, que custou mais de meio milhão de vidas em combate e outras tantas por causa de fome, desnutrição e doenças. Franco permaneceu no poder até sua morte, em 1975. Carmen morreu 12 anos depois de Franco. Durante esse tempo, mudou do palácio de El Pardo e viveu o resto do tempo sozinha em seu apartamento, dedicada à sua única filha, seus netos e bisnetos.

[Fonte:  Revista Super Interessante]




As mulheres mais elegantes do mundo em 2011


A revista espanhola “Hola” investiu pesado num juri seleto para elaborar a lista das mulheres mais elegantes do mundo. E além da beleza, naturalidade e muto glamour, também foi levado em conta aspectos como simpatia, inteligência e generosidade.

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

As primeiras colocadas já eram esperadas, mas pela quantidade de fãs que elas têm pelo mundo, dá pra imaginar que chegar a um resultado final não deve ter sido nada fácil… Veja a lista, publicada no portal do Terra:

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

10 – Com sorriso contido e modos mais contidos ainda, a princesa de Astúrias, Letizia Ortiz, marcou presença no final da lista e ficou na décima posição.

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

09 – Quem também teve a elegância premiada foi a modelo espanhola Nieves Álvarez, que ficou em nono lugar.

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

08 – A oitava colocação é de Isabel Preysler.

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

07 – Um resultado surpreendente foi a colocação de Carla Bruni, esposa do presidente Nicolas Sarkozy, em sétimo lugar. Com tanta esposição e tanta capacidade pra manter o sangue frio e a compostura no lugar, ela bem que merecia mais, né?!

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

06 – Um pouco à frente de Carla Bruni está a princesa Caroline de Mônaco, na sexta colocação.

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

05 – A partir de agora começa, digamos, a seleção da seleção. Em quinto lugar, o júri da revista Hola colocou a atriz Sarah Jessica Parker, que também aparece em outra lista: a das mulheres com mais estilo em 2011.

As mulheres mais elegantes do mundo em 2011

04 – Seguindo a linha de raciocínio do júri que selecionou as mulheres mais elegantes do mundo, temos a atriz Diane Kruger como quarta colocada.

http://www.tenhodito.com/wp-content/uploads/2011/11/04.jpg

03 – O terceiro lugar da lista não vai causar muito impacto no público brasileiro, já que Carlota Casiraghi (essa que aparece linda aí em cima) não é lá muito conhecida por aqui.

http://www.tenhodito.com/wp-content/uploads/2011/11/04.jpg

02 – Mas agora sim, fica difícil não reconhecer. Kate Middleton, segundo os jurados, “soube como ninguém coroar de fantasia a elegância”.

http://www.tenhodito.com/wp-content/uploads/2011/11/04.jpg

01 – Como nós dissemos, os atos das mulheres elegantes em questão também serviram de critério. Melhor para Angelina Jolie, famosa não só pela elegância, talento e marido famoso. Ela é embaixadora da ONU e serve de exemplo para muitas mulheres ao redor do mundo. Escolha mais do que acertada!




Categorias: Celebridades,Curiosidades,Notícias
Tags: , , , , , ,
24 de novembro de 2011 | Por Redação | Comente

Pênis, morte e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo


Extravagância é o que não falta nesses museus pra lá de bizarros. Veja a que ponto a criatividade pode chegar na lista abaixo, elaborada pela rede de TV americana CNN.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu da Beleza Extrema, Malásia
Quem visita o terceiro andar do Museu das Pessoas, na cidade de Malaca, encontra objetos usados em diversas sociedades por quem tentar a qualquer custo se encaixar num padrão de beleza. Pés diminutos, discos que aumentam lábios e orelhas e anéis para esticar pescoços estão entre os itens expostos.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu do Falo, Islândia
Aqui o visitante é convidado a deixar a vergonha de lado e se aventurar no primeiro museu dedicado ao sexo masculino. Trata-se do Museu do Falo, localizado na cidade de Husavik, no norte da Islândia. São mais de 276 pênis, de tamanhos que vão de dois milímetros a vários metros, se você quiser saber como é o órgão masculino das baleias. Ha! E outra novidade (não, ainda não acabou): o museu recebeu seu primeiro pênis humano em 2011, doado por um falecido islandês de 95 anos.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu da água da torneira, China
Uma antiga fábrica no centro de Pequim foi transformada em museu dedicado a tudo o que tem a ver com o funcionamento da água da torneira da cidade. São mais de 130 peças, mas o que todo mundo prefere mesmo por lá é beber água mineral.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu da arte ruim, Estados Unidos
Mais de 600 peças que seriam ridicularizadas em qualquer museu também têm o seu lugar. Situadas num antigo porão da cidade de Dedham, a meia hora de Boston, as obras são consideradas como “ruins demais para serem ignoradas”. Dá pra acreditar?

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu das coleiras, Inglaterra
Mais de meio milhão de visitantes amantes de cachorros visita anualmente o Museu das Coleiras, no Castelo de Leeds. É possível saber como era a vida de cães de luxo na Idade Média e o que mudou de lá pra cá, entre dezenas de outras atrações. O museu fica em um castelo no castelo do condado de Kent, sudeste da Inglaterra.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu dos cortadores de grama, Inglaterra
O amor que os ingleses tem pela jardinagem motivou a criação do Museu dos Cortadores de grama, no litoral oeste da Inglaterra. Entre as atrações está o primeiro cortador de grama movido a energia solar, ou cortadores de grama que pertenceram ao Príncipe Charles e à Princesa Diana.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu do Cabelo, Turquia
A cidade de Avanos, no centro da Turquia, é famosa por sua tradição em peças de argila, mas ultimamente uma atração fora do comum é que tem chamado a atenção dos visitantes. É o Museu do Cabelo, com paredes cobertas por mostras de fios de mais de 16 mil mulheres, com seus respectivos nomes e endereços. Cabelos de todos os tipos, cores e estilos podem ser encontrados neste antro das cabeleiras.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu do Pão, Alemanha
O Museu do Pão da cidade de Ulm, a 100 km de Stuttgart, no sul da Alemanha, presta uma homenagem merecida a um dos alimentos mais populares do mundo. Cerca de 18 mil objetos contam a história de mais de 6 mil anos do pão, incluindo obras de arte como Dalí, Man Ray e Picasso. O único problema é que nem um pedacinho de pão é servido durante a visita. Chato, né?!

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Hall da Fama da Roupa Interior, Estados Unidos
A loja de roupa interior americana Frederick’s of Hollywood já forneceu inúmeros sutiãs, cuecas e calcinhas a celebridades do cinema americano. Em sua loja da Hollywood Boulevard, o primeiro andar é dedicado às peças de roupa interior que pertenceram a celebridades, como uma cueca usada por Tom Hanks no filme Forrest Gump, ou peças ultra sofisticadas vestidas anos atrás por Madonna.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu dos Saleiros e Pimenteiros, Estados Unidos
Pois é, a criatividade surpreende mesmo. Esse museu aí da foto surgiu por conta da obsessão por saleiros e pimenteiros da antropóloga Andrea Ludden. Além de estar escrevendo a enciclopédia destes objetos domésticos, ela expõe permanentemente sua coleção de mais de 20 mil conjuntos de saleiros e pimenteiros de todo tipo em seu museu. O museu fica na cidade de Gatlinburg, no estado americano do Tennessee.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Kunstkamera, Rússia
O Kuntskamera foi o primeiro museu da Rússia, inaugurado em 1727 em São Petersburgo. Na época, eram mais de 200 mil peças, uma mais bizzarra que a outra: fetos deformados, criaturas com duas cabeças, e até uma cabeça humana preservada em vinagre… Hoje o número de peças “exóticas” é menor, mas muita coisa da coleção original ainda pode ser encontrada.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu da Criptozoologia, Estados Unidos
Calma, ainda estamos falando português. criptozoologia estuda animais míticos e lendários como o Monstro do Lago Ness ou o Abominável Homem das Neves. E Loren Coleman, um dos maiores experts neste tipo de criaturas, fundou o Museu da Criptozoologia na cidade de Portland, nos Estados Unidos. O dono jura ter supostos vestígios como pêlos ou pegadas que teriam pertencido a seres como Pé Grande, que tem uma representação em tamanho real no local.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu do Miojo, Japão
O japonês Momofuku Ando criou o miojo durante a segunda guerra mundial para dar uma refeição rápida e barata para os necessitados, e o alimento acabou perdurando e se espalhando no mundo inteiro. O Museu do Miojo e de Momofuku Ando reconhece a importância do invento e fica na cidade de Ikeda, na periferia de Osaka. Uma estátua de Ando recebe os visitantes, que podem preparar seu próprio prato com ingredientes variados no museu.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Museu da Morte, Tailândia
A morte assusta a maioria das pessoas, mas também intriga e chama a atenção. O Museu Médico Siriraj, mais conhecido como Museu da Morte de Bangcoc, capital da Tailândia, não é para gente com estomago fraco. Cérebros com hemorragias, pernas e braços mutilados, caveiras furadas por balas, além do corpo mumificado de Si Ouey, um famoso canibal que assassinou várias crianças durante a década de 50, estão expostos neste local nada romântico. O mudeu funciona no prédio de um antigo hospital da cidade e é uma das atraçőes mais visitadas de Bangcoc.

Pênis, morte, coleiras e arte ruim: os museus mais bizarros do mundo

Hall da Fama e Centro de Pesquisa dos Palhaços, Estados Unidos
Os palhaços que divertiram os americanos nos últimos anos são homenageados no Hall da Fama e Centro de Pesquisa dos Palhaços, que fica no estado americano de Wisconsin. Lá é possível ver fotos, acessórios históricos e conhecer o trabalho dos palhaços mais famosos dos Estados Unidos.




Categorias: Curiosidades,Humor,Notícias
Tags: , , , , , , ,
21 de novembro de 2011 | Por Redação | Comente

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta


Tudo bem que existe muita coisa pra ser homenageada, mas vamos combinar que essas estátuas pra lá de bizarras combinam demais com a pergunta “você pensa que já viu tudo?!” De gente vomitando a anéis de noivado, a criatividade desses escultoures voou longe.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Passa Muralhas (ou Passe Muraille), na França
No coração do bairro de Montmartre, em Paris, você pode dar de cara com essa imagem curiosa: um homem atravessando uma parede. É isso mesmo. A estátua de Passe Muraille ilustra um personagem do escritor Marcel Aymé que descobre esse talento único: o de atravessar paredes.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Fonte Vomitando, na Inglaterra
Essa imagem pode até homenegear alguma coisa, mas vamos combinar que podia ser um pouco mais agradável, né? A “surpresa” é para os visitantes de Londres e está nas proximidades do rio Tâmisa. Ao lado da ponte Jubilee, uma estátua bizarra de um homem com corpo de pedra vulcânica ‘vomita’ água, como se tivesse abusado da cerveja nos pubs da cidade.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Aranha Gigante, no Canadá
A Galeria Nacional de Arte do Canadá, em Ottawa, capital do país, é “vigiada” por essa criatura assustadora aí da foto. Nada mais nada menos que uma aranha de bronze de 10 metros de altura e oito toneladas. Credo!

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Dois homens urinando, na República Tcheca
O artista tcheco David Cerny costuma causar polêmica em seu país por suas estátuas para lá de bizarras. Uma das mais famosas é a chamada ‘Dois homens urinando’, em Praga, onde dois seres humanos de bronze fazem xixi sobre um mapa da República Tcheca, enquanto se mexem. Os visitantes podem interromper o jato (que é de água, não se assuste) mandando um SMS para um número disposto no local. Bem interativo, né?

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Sereia jogando leite, na Itália
Um dos principais atrativos da cidade italiana de Bolonha, no norte do país, é sua bela e imponente fonte de Netuno, localizada no centro de sua praça principal. Nesta fonte, construída no século 16 e dedicada ao Deus do mar na mitologia romana, um detalhe surpreende: a representação de uma sereia jogando vários jatos de leite de seus seios, inclusive sobre si mesma.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

A Mão, no Uruguai
É isso mesmo. Das areias da Praia Brava, na badalada cidade litorânea de Punta del Este, surgem os dedos de uma mão enorme e misteriosa. Construída em 1982 pelo artista chileno Mario Irrázabal, “La Mano” se transformou no principal cartão postal da cidade uruguaia que recebe milhares de turistas todo ano. Além de uruguaios, claro, brasileiros e argentinos são os principais visitantes a se surpreenderem com a estátua.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Manneken Pis, na Bélgica
Uma das mais notórias entre as estátuas bizarras é essa aí de cima: o Manneken Pis virou um símbolo da capital da Bélgica. Com pouco mais de meio metro de altura, o Manneken Pis é uma fonte de bronze que representa uma criança urinando. Criada em 1619 pelo escultor Jerome Duquesnoy, a estátua está no centro histórico de Bruxelas ao lado da praça principal, e é raro que turistas passem pela cidade sem ao menos tirar uma foto com ela.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Anéis de casamento, no Canadá
Dessa vez a gente até concorda. Com tantos casamentos desfeitos por aí, bem que o romance merece uma homenagenzinha. E olha que de “inha” ela não tem nada. Um monumento ao casamento está a disposição do público que passeia pela praia de English Bay, na cidade canadense de Vancouver. São dois anéis de noivado de dez metros de altura feitos de aço e alumínio com casinhas no lugar dos diamantes e que, iluminadas à noite, parecem flutuar sobre o céu. Lindo!

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

O Beijo, no Peru
O bairro de Miraflores em Lima, capital peruana, tem diversos parques com vista sobre o Pacífico, unidos por um calçadão muito frequentado pelos moradores da cidade em dias ensolarados. O mais famoso de todos é o Parque del Amor, (ou Parque do Amor), caracterizado pelos seus casais apaixonados em frente ao mar e,  principalmente, pela sua grande estátua O Beijo, onde dois gigantes de 12 metros de altura se beijam apaixonadamente.

Bizarro: as 10 estátuas mais estranhas do planeta

Arma com Cano Dobrado, nos Estados Unidos
Na sede da ONU em Nova York, uma obra do artista sueco Carl Fredrik Reutersward em homenagem a John Lennon representa a paz, sob a forma de uma estátua esquisita, mas com uma mensagem bonita: uma arma com o cano dobrado, sinal de esperança do fim da violência.

[Fonte: Terra]




Categorias: Curiosidades,Humor
Tags: , , , , , , , , , ,
16 de novembro de 2011 | Por Redação | 1 Comentário


alimentação apple atriz atrizes beleza cantora carro casamento celebridades chocolate cinema cuidado curiosidade curiosidades dica dicas dieta emagrecer filme fotos futebol game humor imagens ipad Jogador jogos lady gaga lançamento Libertadores maquiagem mulheres musica neymar novidade pesquisa receita santos saúde tecnologia televisão video vídeos wiliam youtube