Tenho Dito!

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países


Se você acha o vestibular injusto ou não concorda com a seleção por outros motivos, nada melhor do que saber como outros países organizam a entrada de estudantes no ensino superior.

Além de provas bem mais difíceis que as aplicadas no Brasil, existem casos em que os candidatos precisam fazer até trabalho voluntário para conseguir uma vaga.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

CANADÁ
No Canadá não há um padrão para entrar na faculdade. As exigências variam de uma província para outra, mas existem dois pré-requisitos que são cobrados com frequência: ter completado o High School (ensino médio) e passar em um teste de leitura crítica e interpretação de texto (literacy test). Uma curiosidade é o fato de algumas faculdades exigirem que o candidato realize pelo menos 40 horas de trabalho voluntário antes de ser aceito.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

CHILE
A Prueba de Selección Universitaria (PSU) do Chile se assemelha ao Enem brasileiro e ao SAT americano. O teste é aplicado desde 2003 e tem quatro provas, sendo duas obrigatórias: “línguas e comunicação” e “matemática”. As provas de “história e ciências sociais” e “ciências” servem apenas para classificar os candidatos.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

CHINA
O país mais populoso do mundo tem uma forma de seleção similar à utilizada no Brasil, com o tradicional vestibular por cursos ao final do ensino médio. As principais diferenças são os conteúdos cobrados: a prova conta com questões de chinês, uma língua estrangeira e matemática, além de uma quarta matéria, que varia de acordo com o curso escolhido pelo estudante. Os cursos mais concorridos nos últimos anos têm sido Economia e Informática.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

COREIA DO SUL
Entrar em uma das universidades conhecidas pela sigla SKY – Universidade Nacional de Seul, Universidade da Coreia e Universidade Yonsei – é a meta de 10 entre 10 estudantes sul-coreanos. Essas são as três melhores instituições do país, onde o vestibular é dificílimo e pode durar até 10 horas.

A prova é levada tão a sério que gera um planejamento entre policiais e guardas de trânsito para organizar o fluxo de pessoas nas cidades. Mas toda essa mobilização se justifica: na maioria dos casos, o ingresso na universidade determina onde o jovem vai trabalhar e qual vai ser o seu salário pelo resto da vida.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

DINAMARCA
Depois de concluir o curso que equivale ao nosso nível médio, o estudante dinamarquês passa por uma extensão do secondary school, com duração de três anos e conteúdos variados de acordo com a área profissional que ele procura.

Concluída essa etapa, é hora de encarar o curso superior, que, na Dinamarca, tem três focos: básico, médio-termo ou superior de longo-termo. Esses últimos são os programas de educação superior ministrados pelas universidades ou outras instituições de igual porte, com até cinco anos de duração.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

ESTADOS UNIDOS
Para ingressar em uma universidade americana é necessário fazer o Teste de Aptidão Escolástica (SAT, na sigla em inglês), que cobra apenas três assuntos: matemática, leitura crítica e redação. Caso tenha obtido nota suficiente, após o teste o estudante escolhe o curso e a universidade em que quer estudar. Algumas universidades também exigem o SAT II, que é mais complexo e pode avaliar uma série de matérias estudadas durante a High School (ensino médio americano), como física, química e línguas estrangeiras.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

FRANÇA
Na França, o acesso ao ensino superior é garantido a todos os estudantes do país. Após a conclusão do colégio, os alunos prestam um exame chamado Baccalauréat (também conhecido como le Bac), que cobra conhecimentos variados, de acordo com o curso que o estudante pretende seguir na universidade.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

INGLATERRA
Antes de cursar o nível superior, o estudante precisa cursar mais dois anos de estudos em uma espécie de extensão do colégio com matérias específicas para a faculdade desejada. Depois disso é preciso prestar outra prova A-Level para avaliar em qual universidade e curso o estudante estará apto a ingressar. Quanto maior o número de “A”, nota máxima na prova, maiores as chances dele escolher o local em que vai estudar.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

ITÁLIA
Na Itália, todos os cidadãos têm acesso à universidade de maneira igual, e o único pré-requisito é possuir o diploma de conclusão do Secondaria di secondo grado (ensino médio). Para os cursos mais concorridos na Itália, como Medicina, Odontologia e Arquitetura, algumas universidades podem exigir um exame para admissão. Uma curiosidade a respeito da aplicação dos testes pelas universidades é o fato de a maior parte deles ser oral, e não escrito.

Vestibular: saiba como é a seleção em 10 países

JAPÃO
O Japão tem um dos vestibulares mais difíceis do mundo. A prova é estruturada em duas fases: inglês, matemática, língua e literatura japonesa, mais duas provas em ciências (como física e química) e duas de estudos sociais (história geral e do Japão). A grande dificuldade é dominar todos os assuntos que caem na prova, uma vez que as universidades exigem mais daquilo que é ensinado nas salas de aula do ensino médio.

[Fonte: Terra]




Categorias: Curiosidades,Dicas
Tags: , , , , , , , , ,
22 de setembro de 2011 | Por Redação | 1 Comentário

Curso para encontrar marido rico já existe


Para conseguir um bom casamento e mantê-lo com o sucesso que muitas mulheres sonham, as chinesas contam com uma ajudinha a mais desde o ano passado. “Como selecionar o homem certo”, “como se casar com um homem rico” e “técnicas para dominar o marido” são algumas das disciplinas de um curso aberto em maio de 2010 no país.

Curso para encontrar marido rico já existe

De lá para cá, mais de 2.800 alunas se matricularam nas aulas, que também ensinam “como conduzir bem a família após o casamento”, “como se relacionar com a sogra” e “como conseguir uma família harmoniosa”.

Curso para encontrar marido rico já existe

O Instituto para a Formação da Mulher tem um público composto basicamente por chinesas ou estrangeiras de origem chinesa. A maioria tem idade entre 28 e 36 anos e são solteiras ou divorciadas. Além desse perfil, elas também tem em comum um saldo significativo na poupança. O curso intensivo de 200 horas custa mais de US$ 4 mil. Haja fé na proposta das disciplinas e no patrimônio do futuro marido!

Curso para encontrar marido rico já existe

Mas apesar das brincadeiras, a formação tem um lado mais sério, e também oferece aulas sobre “como se definir” e “como ler o coração de um homem”, que aliás são duas das disciplinas mais procuradas entre as mais de 30 oferecidas.

De acordo com a diretoria da escola, o objetivo principal da formação é orientar as mulheres a evitarem o sofrimento amoroso e a decepção.

[Fonte: Folha de SP]
[Imagens: Arte das Noivas e Rostinhos Bonitos]




China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo


A China inaugurou nesta quinta-feira a maior ponte sobre o mar do mundo, com 36,48 km de extensão.

A construção impressionante levou quatro anos para ficar pronta e fica na cidade litorânea de Qingdao. O investimento foi de US$ 2,3 bilhões.

China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo

China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo

A inauguração coincide com o 90º aniversário do Partido Comunista da China, país que tem três das mais longas pontes do planeta.

China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo

China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo

A nova ponte supera a da baía de Hangzhou, também no leste da China. Ela tem 36 km e era considerada a mais longa do mundo até hoje.

China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo

China inaugura maior ponte sobre o mar do mundo

O Brasil tem prioridades muito mais importantes que uma ponte monumental como essa, mas que a beleza desse negócio impressiona… impressiona, né?!

[Fonte: Terra]




Categorias: Curiosidades,TenhoDito!
Tags: , , , , , ,
30 de junho de 2011 | Por Redação | 12 Comentários

Filme erótico em 3D faz sucesso em Hong Kong [Vídeo]


Uma comédia erótica em 3D assumiu a liderança das bilheterias de Hong Kong e superou até a marca de estreia do mundialmente famoso Avatar.

O filme Sex and Zen: Extreme Ecstasy faturou o equivalente a R$ 564 mil logo no primeiro dia de exibição, na semana passada. Em Hong Kong, a produção estadunidense Avatar arrecadou R$ 533 mil na estreia.

Filme erótico em 3D faz sucesso em Hong Kong
Por conta dos milhares de chineses que viajaram ao país para conferir a novidade, Sex and Zen arrecadou um total de R$ 3,45 milhões nos cinco primeiros dias em cartaz. Na China, qualquer filme de conteúdo erótico é proibido.

A história é um remake de um filme feito em 1991, ambientada na China antiga. O filme conta a história de um acadêmico sexualmente frustrado que vai parar no harém de um duque de quem fica amigo.

O filme também fez sucesso em Taiwan e se tornou o filme em idioma chinês mais visto no ano até agora. Confira o trailer.

[Fonte: G1]




Categorias: Vídeos
Tags: , , , , ,
24 de abril de 2011 | Por Redação | Comente


alimentação apple atriz atrizes beleza cantora carro casamento celebridades chocolate cinema cuidado curiosidade curiosidades dica dicas dieta emagrecer filme fotos futebol game humor imagens ipad Jogador jogos lady gaga lançamento Libertadores maquiagem mulheres musica neymar novidade pesquisa receita santos saúde tecnologia televisão video vídeos wiliam youtube