Tenho Dito!

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne?


É bem provável que você já tenha conhecido alguém que não come carne (nem frango, nem peixe, nem camarão…). Se não conheceu e nem nunca fez uma experiência do tipo, é bem capaz de ouvir falar neles nos próximos anos. Os vegetarianos já são 8% da população brasileira (de acordo com o último senso do IBGE) e o mercado está aumentando a atenção em relação a esse público.

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

Nas grandes capitais, é fácil encontrar restaurantes vegetarianos ou com opções para esse público. Outra novidade é o crescimento do número de profissionais de saúde especializados na orientação para pessoas que não comem carne ou não consomem nenhum produto de origem animal (os chamados veganos).

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

Minha opção pelo vegetarianismo teve início depois que assisti ao vídeo A Carne é Fraca (no final do post), em março de 2012. Além de ver como os animais que nós comemos são tratados (ou maltratados e torturados, melhor dizendo), passei a fazer “testes” e a passar alguns dias da semana sem carne.

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

Com o tempo ficou mais fácil e hoje nem penso em voltar atrás. Ao contrário do que muita gente pensa (quase todo mundo que não é vegetariano) a alimentação sem carne é uma delícia e é bem mais criativa. Por isso optei por mostrar alguns exemplos de pratos vegetarianos nesse post.

Por que algumas pessoas se recusam a comer carne

A saúde também melhora se o vegetariano procurar informações e fizer as substituições certas dos alimentos. Hoje, por exemplo, como mais verduras e muito feijão, que é o principal substituto da carne, ao invés do que muita gente pensa sobre a soja. Enfim, sem a carne no prato, nós também estamos minimizando os impactos que a pecuária causa ao meio-ambiente e colaborando para que a indústria repense o modo como os animais são tratados.

Se você quer saber mais sobre essa opção, sugiro o vídeo abaixo:




Dicas para fazer pratos mais saudáveis


Nada melhor que um dia estressante pra deixar qualquer um com vontade de um super sanduíche, de preferência com batata frita e refrigerante, ou um pedaço bem generoso daquela torta bem recheada. Na verdade, não precisamos nem estar muito estressados. Um dia improdutivo, um jantar fora de casa ou até a vontade de beslicar alguma coisa durante a novela já bastam pra gente esquecer o significado do equilíbrio. Comigo, pelo menos, funciona assim.

Por isso achei super legais essas dicas pra economizar nas calorias enquanto preparamos alguns pratos. Tudo bem que elas não resolvem todos os problemas, mas pelo menos dá pra deixar o bolo, a lasanha e alguns molhos bem mais leves e saudáveis.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

1- Óleo: Um creme vegetal ou margarina com menos calorias e gordura pode substituir o óleo no preparo de bolos, tortas e frituras. Outra dica é assar os pratos no forno ao invés de fritar. O resultado pode não ser o mesmo, mas se você pensar no quanto está economizando sua saúde, garanto que vai acabar não só se adaptando como também preferindo esse modo de preparo.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

2-Farinha: Ao invés de seguir a receita ao pé da letra, você pode substituir metade da quantidade de farinha de trigo pela versão integral ou mesmo pela farinha de soja. A dica é substituir só metade porque, se você usar apenas a farinha integral, o bolo fica muito pesado.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

3-Açúcar: Não podia deixar de ser mencionado, né? O açúcar pode ser trocado por adoçantes culinários ou por açúcar mascavo, que é menos processado e, por isso, mais saudável.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

4-Manteiga: Trocar a manteiga por margarina vegetal, sem gordura trans, é uma ótima opção em qualquer preparo. Outra opção é usar o creme de extrato de soja batido com água no liquidificador. Com o liquidificador ainda ligado, é só ir acrescentando aos poucos um pouco de óleo à farinha com água, até formar um creme.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

5-Leite condensado: Outro ingrediente visado na hora de cozinhar os mais diferentes tipos de doce. Hoje já existe leite condensado sem açúcar, mas o produto ainda tem quantidade alta de calorias. Por isso, se você não tem diabeter, o melhor é optar pela versão light, com menos gorduras.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

6-Sal: É um dos ingredientes usados com mais exagero no preparo dos alimentos, e por isso um dos que mais precisamos evitar para não cometermos exageros. O segredo é temperar carnes e outros alimentos salgados com manjericão, salsinha, cebolinha, coentro e outras especiarias. Outra dica é usar o sal light, com metade da quantidade de sódio.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

7-Leite: Essa foi uma das substituições mais fáceis que eu me acostumei a fazer. Nas receitas, sempre uso o leite desnatado ao invés do integral, por ele ter menos gordura e colesterol. O leite de soja também é menos gorduroso.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

8-Creme de leite: Como o leite condensado, também é difícil deixar de fora no preparo de uma sobremesa. Mas já existem versões light de creme de leite nos supermercados. Melhor ficar com essas.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

9-Massa: Abobrinha e berinjela são boas opções para substituir as massas no preparo de alguns pratos. A abobrinha, por exemplo, pode substituir a massa usada para fazer canelone. Basta cortar a abobrinha em fatias, preparar o recheio com ricota, fazer pequenos rolinhos e assar no forno. A mesma dica vale para a lasanha.

Dicas para fazer pratos mais saudáveis

10-Chocolate: No caso dela delícia que é o chocolate, a dica pra deixar os pratos mais saudáveis é usar cacau ou essência de baunilha nas receitas. Mas como trocar completamente o chocolate ao leite pelo amargo pode fazer você querer compensar no açúcar, a dica é substituir apenas parte da quantidade, como na farinha.

[Fonte: Culinária Terra]




8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)


Secar a barriga é a meta de 9 entre 10 mulheres. E isso porque essa que sobrou certamente está com tudo no lugar. Mas pra garantir o resultado, a alimentação acaba sendo bem mais determinante do que os exercícios, que apenas melhoram o resultado. Confira e siga essas dicas para alcançar uma silhueta bem mais sequinha:

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

1 – ABUSE DO LIMÃO
A classe de bioativos do limão, chamados polifenóis, são capazes de eliminar o ganho de peso e o tecido adiposo nos animais, de acordo com pesquisadores. Outra vantagem é que o limão facilita o metabolismo das gorduras. Além disso, o limão contém pectina, substância rica em fibras, que ao ser digerida transforma-se em um gel aderente que impede o estômago de absorver o açúcar mais depressa e aumenta o poder de saciedade. Mais um ponto para quem não quer acumular aquelas gordurinhas na região da barriga.

Como consumir: 4 copos de limonada ao dia — o primeiro deve ser em jejum (12 calorias por unidade).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

2 – ALCACHOFRA FAZ A BARRIGA SECAR
Essa flor possui oxidase, enzima que regula a fome. Também é um alimento diurético e com alta concentração de inulina (fibra alimentar). A ação da oxidase e o fato de ser um alimento diurético auxilia a perda de peso. Além disso, regula a glicemia, facilita a digestão de gorduras e ainda possui vitaminas do complexo B, potássio, cálcio, fósforo, sódio e ferro. A concentração de inulina mantém a flora intestinal saudável, colaborando para diminuir a barriga.

Como consumir: As cápsulas possuem uma maior concentração da oxidase. A indicação é tomar 3 por dia, antes das principais refeições (64 calorias por unidade).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

3 – LICHIA PODE DIMINUIR ATÉ 15% DA SALIÊNCIA
Dentro dessa frutinha existe uma substância chamada cianidina que age no metabolismo das gorduras. “Ela está mais presente na casca que, infelizmente, é desprezada na hora do consumo. No entanto, tem pequenas quantidades na polpa, gerando benefícios”, diz a nutricionista Roseli Ueno, de São Paulo. Além de auxiliar a queima de gorduras, a lichia é rica em vitamina C e possui antioxidantes que previnem o envelhecimento e o aparecimento de doenças como câncer, alergias e processos inflamatórios.

Como consumir: in natura e logo após ser descascada. Armazene-a na geladeira porque exposta a temperaturas altas, amadurece um pouco mais rápido (6 calorias por fruta).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

4 – MAÇÃ É FRUTA ANTIBARRIGA
Rica em vitamina C, ela auxilia no metabolismo das gorduras e evita a retenção de líquidos. Outro ponto positivo: por ser rica em fibras, ela ajuda a aumentar a saciedade. Uma pesquisa realizada na Universidade do Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, revelou que 1 maçã ingerida 15 minutos antes de uma refeição é 5 vezes mais eficiente no controle do apetite do que um comprimido sintético, que tem o mesmo objetivo. E a pectina presente na fruta ainda torna a digestão mais lenta.

Como consumir: coma de 1 a 3 maçãs por dia, com casca e tudo (97 calorias por fruta).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

5 – CANELA DESTRÓI A GORDURA
A canela reduz a glicose no sangue e estimula a digestão, e por isso é ótima para quem está em processo de emagrecimento. Esse tempero também faz parte dos alimentos termogênicos que aumentam a temperatura corporal, fazendo com que o metabolismo acelere para manter a temperatura ideal. Um estudo publicado na revista Diabetes Care revelou que a canela também tem a capacidade de reduzir o nível de açúcar no sangue e aumenta a dilatação dos vasos sanguíneos. Ou seja, uma ótima pedida para você evitar o acúmulo de gordurinhas indesejadas na barriga.

Como consumir: 1 colher (café) por dia misturada a sucos, vitaminas, frutas, iogurtes e até em receitas salgadas (20 calorias por colher).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

6 – KIWI AJUDA A SE LIVRAR DAS GORDURINHAS
Além de ser delicioso, o kiwi acelera o metabolismo, forçando o organismo a trabalhar mais para digerí-lo. A fruta tembém é uma excelente fonte de vitamina C (ótima para prevenir o envelhecimento) e de potássio, que ajuda a diminuir a retenção hídrica, acabando com o inchaço e a barriga estufada.

Como consumir: 2 kiwis por dia já são suficientes, de preferência combinados com outras opções de fruta pra que nenhuma fique enjoativa com o passar do tempo (46 calorias por fruta).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

7 – IOGURTE ELIMINA OS ESTOQUES DE GORDURA
O iogurte já é figurinha fácil em dietas de emagrecimento. E quando se fala em barriga chapada ele não fica de fora. A versão desnatada tem poucas calorias, ajuda a regular o intestino e é rica em cálcio, substância amiga da perda de peso. Um estudo feito no Instituto de Nutrição da Universidade do Tenesse, nos EUA, mostrou que o cálcio presente no iogurte de baixas calorias diminui o processo de estoque de gordura, ajudando a combater a obesidade.

Como consumir: 2 iogurtes naturais por dia (73 calorias por unidade).

8 passos pra secar a barriga (e não deixar ela voltar)

8 – TROQUE A CERVEJA PELO CAFÉ E DÊ ADEUS À BARRIGUINHA!
Aquela xícara de café que você toma pela manhã pode ajudá-la a combater as gordurinhas da barriga. Várias pesquisas estão provando isso. Em uma delas, realizada na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a bebida foi apontada como opção para quem quer emagrecer. Isso por causa da presença da cafeína, que age como estimulante, aumenta o metabolismo e ainda auxilia a queima de calorias. Outro estudo, publicado no jornal Metabolism, confirmou que tomar 2 copos de café por dia ajuda a mulher a queimar até 50 calorias a mais do que normalmente ela gastaria nas 4 horas após ingerir a bebida.

Como consumir: 4 vezes por dia (26 calorias por xícara).

[Fonte: Revista Shape]




Alimentos que detonam a barriga


Comer direito é o passo mais importante pra garantir uma barriga mais definida. E se você souber escolher os alimentos que ajudam a queimar as gordurinhas mais rápido (ou a continuar longe delas), melhor ainda. Veja essa lista e tente incluir essas opções no dia a dia.

Alimentos que detonam a barriga

Iogurte
Por ser rico em cálcio, o iogurte ajuda a reduzir a gordura abdominal. E se for consumido todo dia, ele ainda melhora o funcionamento do intestino, o que é fundamental para uma barriga chapada se manter bonita.

Chá de abacaxi
O abacaxi tem vitamina C e contém bromelina, uma enzima que facilita a digestão. Por isso ele ajuda a deixar a barriga mais lisinha. Outra vantagem é que o chá reduz apetite, dá saciedade e é termogênico e diurético. Como a casca contém mais nutrientes que a parte cosmestível, ela também deve ser usada na preparação do chá.

Alimentos que detonam a barriga

Verduras verdes escuras
São ricas em fibras, que diminuem a absorção de gordura e de açúcar e facilitam o funcionamento do intestino. Uma dica legal também é não esquecer de beber muita água. No caso das folhas e verduras, essa atitude ajuda a ver o resultado da boa alimentação.

Proteínas magras
Pode ser peito de peru, ricota light, peixe, clara de ovo e bebida à base de soja. Elas estimulam o metabolismo e possuem grande efeito térmico, ou seja, gastam mais calorias para serem digeridas.

Alimentos que detonam a barriga

Azeite de oliva e linhaça
Por serem ricos em gordura monoinsaturada, esses dois alimentos ajudam a redistribuir a gordura corporal, diminuindo a circunferência abdominal que é perigosa para a saúde.

Arroz integral e massa integral
Esses alimentos evitam a alta liberação de insulina. Traduzindo, basta saber que a insulina em excesso estimula o corpo a armazenar gordura.

Alimentos que detonam a barriga

Pimenta, mostarda, curry, canela, gengibre
São temperos termogênicos e estimulam o metabolismo basal. Outra vantagem é que, ao usar essas opções, a tendência é você diminuir a quantidade de sal na comida.

Whey
A proteína é muito popular entre os atletas, mas para quem pratica exercícios físicos de forma moderada ela também proporciona saciedade e ajuda a oxidar as gorduras corporais.

[Fonte: UOL]




Anorexia vira reality show e provoca polêmica


Os distúrbios alimentares de dez mulheres viraram tema de um novo reality show nos Estados Unidos. Anorexia, bulimia e outros problemas para lidar com comida são acompanhados 24 horas por dia por câmeras que seguem as participantes desde o café da manhã até as sessões de terapia e o uso do banheiro.

Anorexia vira reality show e provoca polêmia nos EUA

Uma das selecionadas é Rivka, de 28 anos, que aparece na foto acima pesando metade do seu peso normal. No programa, ela diz que a magreza já provoca problemas nos dentes e nos ossos.

Não à toa, a atração foi batizada de “Starving Secrets”, ou “Segredos da Fome” na tradução livre para o português. E se você achou que a surpresa termina por aí, fique sabendo de mais um detalhe: quem comanda tudo isso é a atriz Tracey Gold, que sofreu de anorexia aos 19 anos, quando trabalhava na série “Growing Pains”, na década de 1980.

Anorexia vira reality show e provoca polêmia nos EUA

Na foto aqui de cima, a atriz aparece no início da anorexia e hoje.

Para defender a atração, Tracey afirma que falar sobre a doença lhe deu forças para enfrentar o problema e se curar. Mas as cenas chocantes de mulheres vomitando ou lutando para não comer provocam uma verdadeira guerra de opiniões entre quem já viu algum episódio.

Como o primeiro episódio foi ao ar no dia dois de dezembro, o melhor talvez seja esperar para ver se os resultados aparecem de forma positiva como quer a produção. E não duvide se um dia desse a gente topar com um programa bem parecido aqui no Brasil.

Para ter uma ideia melhor do drama de quem sofre com distúrbios alimentares, veja o vídeo abaixo.

[Fonte Maria Claire]





Página 1 de 212

alimentação apple atriz atrizes beleza cantora carro casamento celebridades chocolate cinema cuidado curiosidade curiosidades dica dicas dieta emagrecer filme fotos futebol game humor imagens ipad Jogador jogos lady gaga lançamento Libertadores maquiagem mulheres musica neymar novidade pesquisa receita santos saúde tecnologia televisão video vídeos wiliam youtube