Tenho Dito!

Libertadores: trajetória de Santos e Peñarol na competição


Depois do empate em Montevidéu, só uma vitória separam o Santos e a Taça Libertadores 2011. Seria o desfecho perfeito de uma campanha também quase perfeita do time paulista, estrelado pelo jogador (e futuro pai) Neymar.

Libertadores: trajetória de Santos e Peñarol na competição

O time santista se prepara para vencer o mesmo time que lhe deu o primeiro título na Libertadores, em 1962. Como os dois times não se enfrentam desde então, nem precisa dizer que do lado uruguaio a determinação de vencer também não deixar a desejar, né?

Pra aumentar um pouquinho a expectativa pela grande decisão, o TenhoDito selecionou algumas informações sobre a participação dos dois times na competição.

SANTOS

Libertadores: trajetória de Santos e Peñarol na competição

Primeira equipe brasileira a conquistar o título máximo do futebol sul-americano, o Santos venceu a edição de 1962 após disputar 9 jogos, sendo 3 deles numa espetacular final frente ao Peñarol do Uruguai. Até então, os uruguaios eram a única equipe que já havia conquistado a Taça Libertadores, em 1960 e 1961.

Em 1963, o Santos disputou apenas 4 partidas, mas foram grandes batalhas diante do Botafogo, com direito a uma vitória por 4×0 em pleno Maracanã, e as partidas finais frente ao Boca Juniors, até então invicto em “La Bombonera”, com duas vitórias brasileiras por 3×2 e 2×1.

Em 1964, o Santos iniciou o campeonato nas semifinais e foi eliminado após duas derrotas para o Independiente, que iria ganhar o primeiro dos seus sete títulos da Libertadores.

Já em 1965, na última participação de Pelé na Taça Libertadores, após eliminar o Universidad de Chile e Universitário, de Lima, o Santos foi desclassificado pelo Peñarol nas semifinais.

Em 1966 as equipes brasileiras não disputaram a Taça Libertadores e em 1967, o Santos abriu mão de sua participação. Preferiu disputar o campeonato paulista.

Em 1984 o time Santista voltou e mal ao Torneio. Foi a pior competição de toda sua história, com apenas uma vitória em 6 partidas disputadas.

Quase 20 anos depois do fracasso, quase o Santos levantou o taça de 2003. Fez  ótima campanha e conquistou o vice-campeonato ao perder os jogos finais para o Boca Juniors.

Nas últimas 3 participações o Peixe foi eliminado por equipes que chegaram a Final. Em 2004, nas Quartas de Finais frente ao Once Caldas. Em 2005, também nas Quartas de Finais, diante do Atlético Paranaense. Em 2007, nas Semifinais. contra o Grêmio.

PEÑAROL

Libertadores: trajetória de Santos e Peñarol na competição

Equipe com 38 participações na competição o grande Peñarol é sem dúvida uma grande referência na Taça Libertadores.

Conquistou 5 títulos ao todo, sendo o campeão das duas primeiras edições em 1960 e 1961, em finais contra o Olímpia e Palmeiras.

Em 1962 teria conquistado o tricampeonato se não tivesse enfrentado justamente o Santos de Pelé. No ano seguinte, em 1963, o Peñarol foi eliminado pelo Boca Juniors nas semifinais.

O time voltaria novamente às finais em 1965, quando foi derrotado pelo Independiente. Já no ano seguinte, em sua quinta final, veio o terceiro título, desta vez ao vencer o River Plate.

Nos três anos seguintes, 1967, 1968 e 1969, chegou às Semifinais, sendo eliminado pelo rival Nacional, Palmeiras e novamente pelo maior “inimigo”, o Nacional.

Em 1970, aconteceu sua sexta final, e terceiro vice campeonato frente o Estudiantes.

Sua sétima final aconteceria apenas em 1982, quando foi campeão frente o Cobreloa. No ano seguinte perdeu o título para o Grêmio. Em 1987, conquistou seu último título, o quinto, frente o América de Cali.

Desde então, o máximo que o Peñarol conseguiu foi chegar às Quartas de Finais. Foram 305 jogos com 141 vitórias, 69 empates e 95 derrotas, 477 gols marcados e 355 sofridos.

O TenhoDito costuma ser imparcial quando o assunto é futebol. Mas como ainda não dá pra torcer pelos uruguaios, encerro o post com um vídeo que mostra os melhores momentos do Santos na competição. Pra quem é fã e pra quem não é, vale a pena conferir o jogo mais tarde, né?!

[Fonte: Blog do Birner e Blog Rádio Mídia]





Gostou? Curtiu? Compartilhe!

Divulgue no Orkut