Tenho Dito!

Fibra de maconha torna casas resistentes a furacões


Pois é, foi isso mesmo que você leu. Já conhecida (e aprovada em alguns países) por seus fins medicinais, a maconha também flerta com a construção civil.

Para construir uma casa totalmente livre de carbono, arquitetos da Universidade de Bath, na Inglaterra, usaram dois materiais não muito convencionais no ramo da construção civil: a fibra de maconha e a palha. Veja o resultado:

Fibra da maconha torna casas resistentes

Acontece que, meio sem querer, eles acabaram descobrindo que a combinação desses dois materiais resulta em paredes tão fortes que a casa é capaz de resistir a furacões e oscilações intensas de temperatura. Em tempos de eventos climáticos extremos, como o ocorrido recentemente no Japão, a notícia não poderia ser melhor, não é verdade?!

Mas o mais surpreendente é que, anos depois da Segunda Guerra Mundial, uma casa com material semelhante já havia sido construída nos Estados Unidos.

A construção fica em Asheville, na Carolina do Norte, e foi feita com uma mistura de cal, água e, principalmente, cânhamo. Pra quem não sabe, esse é o nome das variedades da planta Cannabis e também o nome da fibra que se obtém delas.

Fibra da maconha torna casas resistentes
Como a plantação de cannabis é proibida nos EUA, o cânhamo é uma alternativa extremamente cara por lá, pois precisa ser importado.

E adivinhem de onde veio o cânhamo para a casa americana? Só acertou quem pensou logo “Inglaterra”.

Falando nisso, a casa contruída em território inglês levou sete meses para ficar pronta e foi batizada de BaleHaus. O vídeo abaixo mostra cenas interessantes desse processo.

[Fonte: Blogs da Super e Nerdssomosnozes]





Gostou? Curtiu? Compartilhe!

Divulgue no Orkut

4 Comentários

  1. João:

    Cannabis, cânhamo ou, simplesmente, maconha, é utilizada há milênios como fonte de fibras vegetais para a fabricação de cordas, tecidos e papel. Parece que descobriram agora que a planta tem inúmeras serventias, mas, por conta do moralismo e do preconceito só se fala dos aspectos negativos.

  2. Alexandre Goulart:

    É um absurdo ainda existirem penas para o plantio! A maconha é apenas uma planta, já foi provado que seus males não são tão grandes quanto se imaginava algum tempo atrás e também é fato que sua proibição é fruto de preconceitos da sociedade da época (e que ainda existem) e principalmente por causa de interesses políticos e econômicos. Para quem não sabe, a DuPont foi uma das principais empresas responsãveis pela criminalização da maconha devido à importância comercial do cânhamo (fibra obtida no caule da Cannabis) que estava sendo utilizado em larga escala na produção de papéis e tecidos (além de vários outros derivados da planta como óleos e medicamentos). Por causa da substituição de materiais sintéticos pelo cânhamo (o que prejudicava financeiramente outras grandes empressas) é que a maconha foi proibida. O Egito em 1925 incluiu na lista de perigosas a cannabis e em 1965 os EUA promoveu um factóide e enganou a população desinformada da época.

  3. rodrigo mendonca:

    a unica coisa que tah erraada no mundo sao nossos governos e estados e policia e igrejas e instituicoes…

    devemos ir pra cima e ser menos medrosos…
    foda se a policia…foda se o governo…

    vamo organiza pra desorganiza esses lacaios corruptos…
    FOOOOGOOOOO NEEEEELLLLLEEEESSSSSS

  4. Nodicv:

    Isso já vem de há muito tempo, no sec IXX o canhãmo era utilizado para varias utilidades inclusivé para medicina com resultados comprovados por pacientes.
    Consultem o livro ” MARIJUANA A MEDICINA PROIBIDA / Dr. LESTER GRINSPOON / JAMES B. BAKALAR

Comente

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.